Palestra e livro sobre Chico Xavier em Mato Grosso do Sul

Palestra e livro sobre Chico Xavier em Mato Grosso do Sul

O Grupo Assistencial Espírita A Candeia, em Três Lagoas (Mato Grosso do Sul) promoveu na noite do dia 22 de julho palestra com Antonio Cesar Perri de Carvalho (ex-presidente da FEB e da USE-SP). O expositor abordou tema de seu livro "Chico Xavier -o homem, a obra e as repercussões" (Ed. USE-SP e EME), e em seguida autografou suas obras. O Centro estava lotado e presentes dirigentes dos Centros da cidade, Sirlei Nogueira e Augusto Macedo, ambos da USE Regional de Araçatuba.

Grande Centro da Região da Alta Araraquarense recebe Perri

Grande Centro da Região da Alta Araraquarense recebe Perri

O Centro Espírita Maria Dolores, de Jales (SP), um dos maiores centros da região da alta araraquarense e com vinte anos de fundação, contou com palestra de Antonio Cesar Perri de Carvalho na noite do dia 21 de julho. Foi recepcionado por dirigentes inclusive David, também presidente da USE Regional de Jales, e com presença de visitantes de outros centros da cidade e da região, como Granela, de Fernandópolis. O expositor desenvolveu tema sobre seu livro recente "Chico Xavier – o homem, a obra e as repercussões" (Ed. USE-SP e EME), autografando-o ao final do evento. Na oportunidade foi também apresentado um vídeo sobre o tema musical de filme a ser lançado sobre a vida de Benedita Fernandes.

CADA DIA

CADA DIA

A pregação não resulta de simples operação verbal.

Nossa vida está “falando sem palavras” em todas as circunstâncias.

Você dá testemunhos do próprio íntimo, em toda parte: Em casa – no seu modo de agir. Junto da multidão – no seu trato com os outros.

No serviço comum – no uso da posição em que se encontra.

Nas manifestações da fé – em seus propósitos.

Na alegria – através da conduta.

No sentimento – na capacidade de resistir.

Na luta – por intermédio da perseverança.

Na dificuldade – no poder de concentrar-se na direção do êxito.

No estudo – no aproveitamento.

No ideal – na aplicação à atividade.

Nas profundezas do coração – pelo autodomínio.

Cada dia é uma oportunidade desvendada à vitória pessoal, em cuja preparação, falamos seguidamente de nós mesmos.

Lembre-se, porém, de que muita gente se vale dos recursos da ação, da habilidade, do encargo, da persistência, da concentração, da cultura intelectual e da relativa independência, pregando o triunfo isolado da inteligência para reinar sobre os interesses da carne, durante alguns dias; os aprendizes de Jesus, entretanto, usam semelhantes poderes, na renovação do próprio espírito, aprendendo com a renúncia, com o trabalho, com a tolerância fraterna e com o sacrifício deles mesmos a governar os impulsos da vida inferior, no trânsito pela Terra, adquirindo a verdadeira luz para a glória real da vida sem fim.

André Luiz

(Xavier, Francisco Cândido. Espíritos diversos. Nosso Livro. Lição nº 06. São Paulo: LAKE)

Comunicação espírita – alguns apontamentos

Comunicação espírita – alguns apontamentos (*)

Almir Del Prette (São Carlos, SEOB)

A comunicação é um processo fundamental da vida e ela tanto é produto como produtora de trocas importantes entre seres vivos, o que incluem vegetais (Wohlleben, 2017)1.

A expressão “comunicação espírita” sugere um tipo de comunicação entre indivíduos localizados em dimensões diferentes, designadas na literatura espírita por mundo espiritual e material, ou plano etéreo e físico, sendo os protagonistas referidos respectivamente por desencarnados e encarnados.

A comunicação é, em geral, um fenômeno complexo. A complexidade parece ser maior quando se trata da comunicação entre encarnados e desencarnados. Em analogia ao que ocorre entre as pessoas, podemos caracterizá-la por espontânea e arbitrada. No primeiro caso se refere à comunicação consentida, com pouca mediação de regras, como as conversas entre amigos, familiares, companheiros… No segundo, ela se processa mediada por regras bem definidas e às vezes por autoridades, por exemplo, interpelação judicial, reunião escolar, caso de compra e venda, consulta de atendimento etc.

A comunicação espírita também pode ter essas características. Alguma espontaneidade em um processo com pouca intermediação voluntária externa aos comunicantes ou as arbitradas. O primeiro tipo de comunicação se exemplifica pelas manifestações visíveis ou audíveis (parciais ou totais) ou audíveis (produção de sons como fala, música, ruídos etc.). Essas comunicações podem surpreender o encarnado ingênuo no assunto, porém Isto não significa que os comunicantes não tenham utilizado o concurso de algum médium, presente ou não no ambiente. A comunicação espírita arbitrada é a que se dá na sessão espírita, tanto a que ocorre pelo processo de evocação direta em que encarnados manifestam o desejo de que um espírito em particular compareça para um encontro, como na evocação não direta, em que nenhuma personalidade é previamente nomeada. A comunicação na sessão espírita, por evocação direta ou não é arbitrada.

O que significa um processo com um planejamento que ocorre nos planos, espiritual e físico. Tal planejamento incluem divisões de tarefas, normas sobre o funcionamento das comunicações, tempo e sequência das comunicações, regras de comportamentos esperados etc.

Na comunicação espírita pode se supor três condições: (a) afinidade; (b) aquiescência dos envolvidos; (c) autoridade. A afinidade não se restringe ao aspecto intelectivo (conhecimento e ideias), mas, também e principalmente, a certa similaridade vibratória A aquiescência diz respeito à aceitação/rejeição da presença e da mensagem da fonte. E a condição autoridade tanto pode ser moral e /ou instituída. A condição de autoridade da fonte exerce uma injunção sobre o emissor e o receptor, que podem resistir, mas não ignorá-la. O termo evocação comum na literatura espírita de Kardec foi objeto de certa estranheza por alguns em nosso movimento espírita. No entanto, Kardec em vários textos, por exemplo, O Céu e Inferno (2), O Livro dos Médiuns (3), O que é o Espiritismo (4) trata desse assunto. No francês (évocation, Dicionário Priberom)) como no português (evocação) o termo tem significado similar, incluindo a ideia de lembrança e chamado. Finalizando esses apontamentos é importante afirmar que a comunicação espírita pode ocorrer pela iniciativa de encarnados ou desencarnados, contudo, o processo e resultados obtidos dependem dos objetivos e da qualidade da interação entre os envolvidos.

(1) Wohllebeh, P. (2017). A vida secreta das árvores: o que elas sentem e como se comunicam. . Rio de Janeiro. Sextante.

(2) Kardec, A. (2008). O Céu e o Inferno. Araras (SP) IDE;

(3) Kardec, A. (2009). O livro dos médiuns. Brasília. Editora FEB;

(4) Kardec, A. (2009). O que é o Espiritismo. Brasília: Editora FEB.

(*) Extraído do Boletim Notícias do Movimento Espírita (Ismael Gobbo), de 26/7/2019.

Religião Cósmica

Religião Cósmica

O livro Religião Cósmica, de autoria do espírito Honório Abreu, foi psicografado por Wagner Gomes da Paixão e editado pelo Grupo Espírita da Bênção, de Mário Campos (MG).

Honório Abreu foi presidente da União Espírita Mineira, desencarnou no ano de 2007, e sempre foi muito envolvido com estudos sobre Novo Testamento, sendo um dos autores da proposta de estudo chamada de "miudinho", escreveu livros e proferiu inúmeras palestras em várias regiões do país.

O autor espiritual começa a obra relatando que sua memória profunda "se me descortinou após uns três anos de desencarnado, não como um florescer impetuoso, mas por um processo gradativo de recomposição de mim mesmo, livre dos condicionamentos impostos pelos mais de setenta e sete ano de existência física no mundo". A partir daí relata que foi levado por um amigo espiritual para conhecer o Instituto Celeste de Pitágoras, onde teve oportunidade de "ver e ouvir Sócrates, o grande Filósofo que sempre me impressionara o ser…" O assunto que desenvolve no livro são os esclarecimentos recebidos envolvidos no tema central "pensamento e vida" com o foco de que no ambiente dos sábios prevalecem os valores essenciais do Espírito. O espírito Honório Abreu faz referência a pensamentos de Allan Kardec e conceitos exarados pelos Espíritos Emmanuel e André Luiz que, aliás, eram fontes de seus estudos e temas de suas palestras enquanto encarnado.

O desenvolvimento do livro caminha para o fecho e para o assunto fundamental: "Só o Amor vibra em poder real e eterno", e, no final, conclui sobre os efetivos esforços para "compreender a genuína Religião Cósmica da Vida: o Amor!"

Informações:

Grupo Espírita da Bênção – Departamento Editorial – Mário Campos (MG):

e-mail: atendimento1@grupodabencao.org.br;

fone (31) 99313-1304.

UNIÃO E UNIFICAÇÃO – o desenvolvimento do ideal e da proposta

UNIÃO E UNIFICAÇÃO – o desenvolvimento do ideal e da proposta

O tema foi desenvolvido por Antonio Cesar Perri de Carvalho (ex-presidente da USE de Araçatuba, da USE Estadual e da FEB) na comemoração dos 70 anos da USE Araçatuba, como abordagem sobre os primórdios dos esforços de união, o desenvolvimento geral de propostas, a fundação da USE em São Paulo, o Congresso Brasileiro de Unificação Espírita em São Paulo, o Pacto Áureo e finalmente a criação e a inserção da USE de Araçatuba neste contexto geral. Preliminarmente, no evento de Araçatuba Paulo Sérgio Perri de Carvalho proferiu palestra sobre os Pioneiros Espíritas locais.

ACESSE:

Retorno às origens

Retorno às origens

Após as comemorações dos 70 anos da USE de Araçatuba, na manhã do dia 21 de julho, Antonio Cesar Perri de Carvalho esteve na Instituição Nosso Lar, obra que viu nascer com seu tio e sua genitora e onde logo depois iniciou suas atividades espíritas há 55 anos atrás. Fez fez palestra e reviu amigos e parentes ligados à Casa, seu irmão Paulo Sérgio, atual presidente; Barcelos, companheiro dos tempos de Mocidade; primos e antigos frequentadores; Sílvia, que faz o papel de Benedita Fernandes em filme a ser lançado; e, também presente Sirlei Nogueira, presidente da USE Regional de Araçatuba. O expositor prosseguirá com palestras em Jales e Três Lagoas (MS).

70 anos de união – Comemoração da USE de Araçatuba

70 anos de união – Comemoração da USE de Araçatuba

A noite do dia 20 de julho foi histórica para a comemoração dos 70 anos de fundação da USE de Araçatuba (antiga União Municipal Espírita), na sede do Centro Espírita Irmã Angélica, em Araçatuba (SP). Na programação houve palestra por Paulo Sérgio Perri de Carvalho (presidente da Instituição Nosso Lar e do C.E.Luz e Fraternidade, ex-presidente da USE Regional de Araçatuba) que falou sobre os "Pioneiros do Espiritismo em Araçatuba"; em seguida, o tema "União no contexto geral e na USE de Araçatuba" foi apresentado por Antonio Cesar Perri de Carvalho (ex-presidente da USE de Araçatuba, da USE Estadual e da FEB). A cantora lírica Andréa Brien (de S.Paulo) fez belíssimas apresentações. Houve homenagem aos ex-presidentes presentes: Cesar Perri, Gregório, Cida Melo, Miguel Madeira, ao atual presidente Ricardinho e ao recém desencarnado Cláudio Roberto Pagan.

O evento foi transmitido ao vivo pela Rede Amigo Espírita e pelo Facebook do programa radiofônico local "A Voz do Espiritismo". Ao final Cesar Perri autografou seus livros e houve um lanche de confraternização. No mesmo dia o jornal local "Folha da Região" publicou extensa matéria, de uma página, elaborada por Sirlei Nogueira, presidente da USE Regional. Durante o dia, Cesar Perri foi entrevistado no programa "A Voz do Espiritismo", por Nelson Custódio.

A gravação completa do evento se encontra disponível na página do Facebook (copie e cole):

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2426204654081728&id=100000766509452&sfnsn=mo

Palestras sobre Chico Xavier na Baixada Santista

Palestras sobre Chico Xavier na Baixada Santista

 

Em prosseguimento a roteiro de palestras iniciado no dia 15 de julho, Antonio Cesar Perri de Carvalho, ex-presidente da USE-SP e da FEB, acompanhado do editor Arnaldo Camargo, da EME, estiveram em diversas instituições da Baixada Santista. Em todos os locais, Perri autografou seus livros após as palestras alusivas à recente obra “Chico Xavier – o homem, a obra e as repercussões” (Ed. USE-SP e EME).

Na noite do dia 16 de julho houve palestra no Centro Espírita Lar da Esperança, de Guarujá, transmitida ao vivo.

Na tarde do dia 17 de julho, proferiu palestra no período da tarde no Lar Espírita Caminho do Cristo, em Santos, sendo recepcionado pela dirigente e autora de livros Eulália Bueno. No mesmo dia à noite proferiu palestra no Centro Espírita Beneficente Sementes de Luz , em São Vicente.

Na noite do dia 18 de julho, concluiu roteiro de vários dias pela Baixada Santista, com palestra na Casa Espírita Maria Modesto, no Guarujá, recepcionado pela dirigente Aurinete.