Epístolas de Paulo é tema em centro de São Paulo

Epístolas de Paulo é tema em centro de São Paulo

A instituição Seara Bendita, do Campo Belo, em São Paulo, promoveu na manhã do dia 9 de junho palestra com Antonio Cesar Perri de Carvalho, ex-presidente da USE-SP e da FEB. O expositor abordou tema "Epístolas de Paulo à luz do Espiritismo", editado por O Clarim. Em seguida, autografou este livro e "Cristianismo nos tempos iniciais. Análise histórica e visão espírita", da mesma editora. Presentes familiares do expositor que colaboram com o centro anfitrião.

Divaldo completa roteiro na Europa

Divaldo completa roteiro na Europa

Divaldo Pereira Franco está completando um longo roteiro de cerca de 40 dias pela Europa. Proferiu palestras em vários países. Na foto aparece matéria sobre ele em Londres, na primeira página do jornal espiritualista Psychic World, em programação do BUSS;  em Paris, em evento dirigido por Charles Kempf, e, também ao lado de Cláudia Bonmartin; em Winterthur com Gorette Newton e colaboradoras da Federação Suíça.

Palestra sobre Chico Xavier em Mirassol do Oeste

Palestra sobre Chico Xavier em Mirassol do Oeste

 

Na noite dia 3 de junho na Sociedade Espírita Allan Kardec, em Mirassol do Oeste (Mato Grosso) houve palestra de Antonio Cesar Perri de Carvalho (ex presidente da FEB e da USE-SP) sobre temas do livro "Chico Xavier-o homem, a obra e as repercussões", recém lançado pela Editora EME. Em seguida o autor autografou os livros. A palestra foi transmitida ao vivo. Presentes espíritas de centros e do órgão regional da FEEMT. A SEAK mantém o Lar Espírita Chico Xavier, de ensino profissional a meninas, e que foi visitado pelo expositor. Este também foi entrevistado por rádios de São José dos Quatro Marcos e de Mirassol do Oeste. Nesta ultima cidade Perri concluiu um programa regional iniciado em Cáceres e sempre ciceroneado pelos dirigentes Lucimar e Marcos Wilson Ribeiro.

Cristianismo e Espiritismo é tema de seminário

Cristianismo e Espiritismo é tema de seminário

Um seminário durante todo o domingo – dia 2 de junho – na Sociedade Espírita Allan Kardec em Mirassol do Oeste (Mato Grosso) com o tema "Cristianismo e Espiritismo". Presentes espíritas de centros da região. Foi desenvolvido por Antonio Cesar Perri de Carvalho (ex presidente da FEB e da USE-SP), com base em seus livros "Cristianismo nos séculos iniciais" e Epístolas de Paulo à luz do Espiritismo", ambos editados por O Clarim. O visitante autografou estes livros e também o recente "Chico Xavier – o homem, a obra e as repercussões". Houve transmissão ao vivo e a gravação está disponível no Facebook da SEAK. O evento foi coordenado por Marcos Wilson Ribeiro. Ambiente de confraternização sendo os lanches dos intervalos servidos no local e o almoço coletivo no Lar Espírita Chico Xavier. Na abertura houve apresentação de músico local com saxofone. O expositor prossegue com outros compromissos na cidade.

Centro em Quatro Marcos

Centro em Quatro Marcos

A cidade de São José dos Quatro Marcos, na região de Cáceres, Mato Grosso, é nova – cinquentenária – e pequena, mas logo teve o Centro de Estudos Espíritas Allan Kardec, que já completou 42 anos. Na noite do dia 1o. de Junho ali foi realizada palestra de Antonio Cesar Perri de Carvalho abordando tema sobre Chico Xavier, seguindo-se apresentação de seus livros sobre o médium e sobre cristianismo. Houve um lanche fraterno no local. O roteiro do expositor prossegue em Mirassol do Oeste.

Visita a centro dos mais antigos em Cáceres

Visita a centro dos mais antigos em Cáceres

O Centro Espírita Mateus, em Cáceres (MT), foi fundado em 1896 por militares. A cidade às margens do Rio Paraguai e na fronteira com a Bolívia sempre sediou unidades militares. Este Centro é o mais antigo do Estado de Mato Grosso e um dos mais antigos em funcionamento no Brasil. Na noite do dia 31 de maio sediou palestra de Antonio Cesar Perri de Carvalho que abordou tema de seu recente livro "Chico Xavier- o homem, a obra e repercussões" (Ed.EME), realizando autógrafos em seguida. O expositor prossegue em roteiro pela região.

Estudo das Epístolas de Paulo

Estudo das Epístolas de Paulo

O estudo semanal das Epístolas de Paulo entra na etapa final na sede do Centro de Cultura, Documentação e Pesquisa Espírita em São Paulo. Será concluído em início de julho. Conta com atuação de Antonio Cesar Perri de Carvalho, Célia Maria Rey de Carvalho e Flávio Rey de Carvalho e se baseia no livro de autoria do primeiro: "Epístolas de Paulo à luz do Espiritismo" (Ed. O Clarim). Em seguida ao estudo há um tradicional lanche de confraternização.

O filme e o estudo da vida e obra de Kardec

O filme e o estudo da vida e obra de Kardec

 Cópia de litografia feita por Aug.Bertrand

Antonio Cesar Perri de Carvalho (*)

O filme “Kardec”, em exibição no Brasil, tecnicamente composto de forma primorosa foi produzido por Wagner de Assis e fundamenta-se no livro Kardec, de autoria de Marcel Souto Maior (Editora Record, 1ª edição em 2013).

Mas muitos ficam em dúvida sobre a veracidade de algumas cenas, ou se seriam enquadradas na chamada “licença cinematográfica”, e que inclusive não constam do livro básico para o enredo cinematográfico.

Além da biografia já citada, que não foi totalmente utilizada no enredo do filme, coincidentemente e independente de outras biografias tradicionalmente evocadas na literatura espírita, atualmente surgem muitos fatos e documentos que ampliam as informações biográficas do Codificador.

Embora existissem publicações antigas que apontavam para as deturpações na 5ª edição francesa de A Gênese lançada em 1872, mais de três anos após a desencarnação de Kardec, o assunto tomou vulto a partir de posições da Confederação Espírita Argentina, que editou em espanhol a 1ª. edição de A Gênese (de janeiro de 1868) e em outubro de 2017 levou informações para a reunião do Conselho Espírita Internacional, em Bogotá (Colômbia), e também lançou o livro El legado de Allan Kardec (**), de Simoni Privato Goidanich, que reúne documentos oficiais coletados em pesquisas junto aos Arquivos Nacionais da França e na Biblioteca Nacional da França, localizadas em Paris. Comprovou-se que apenas o exemplar da 1ª. edição de A Gênese (de janeiro de 1868), foi depositado legalmente durante a existência física de Allan Kardec na Biblioteca Nacional da França. Assim o Codificador não teria modificado o conteúdo.

Episódios históricos ficam mais claros no livro Beaucoup de Lumière (1884), de Berthe Fropo, disponibilizado em 2017 em edição digital bilíngue. A autora foi espírita fiel a Kardec, amiga e vizinha de Amélie Boudet e comenta ações polêmicas e desvirtuamentos doutrinários nas mãos de Leymarie por influência de interpretações e ideologias outras… Ainda no final de 2018, vieram a lume documentos e manuscritos franceses, publicados em artigo de Charles Kempf e Michel Buffet na edição do 4º. trimestre de 2018 da Revue Spirite e que comprovam adulterações em A Gênese após a desencarnação de Kardec.

Interessante é que tanto tempo após a desencarnação de Kardec, recentemente estão sendo valorizados documentos, periódicos e livros franceses, quase desconhecidos no Brasil, que trazem esclarecimentos sobre episódios que ficaram ocultados ou obscurecidos sobre a vida de Kardec e sua esposa, e sobre a divulgação de suas obras imediatamente após sua desencarnação.

Um Site riquíssimo de documentos franceses do Facebook: “Imagens e registros históricos do Espiritismo”, oferece dados até então não conhecidos, como a existência de uma irmã de Rivail, desencarnada na infância; a presença de uma jovem junto ao casal Rivail e Amélie, praticamente como se fosse uma “filha adotiva”, que também desencarnou na juventude; dados sobre a propriedade do casal na Villa Ségur; comprovações de adulteração de manuscrito de Kardec sobre A Gênese, posteriormente incluído em Obras Póstumas (1890); comprovação do nome verdadeiro da médium conhecida como Céline Japhet; documentos sobre a fundação da União Espírita Francesa.

Em nosso país surge o início da divulgação de manuscritos e de documentos, o Projeto “Cartas de Kardec”, riquíssimo acervo que estava em poder da família de Silvino Canuto Abreu, finalmente doados à Fundação Espírita André Luiz, de São Paulo.

O filme “Kardec”, gerando algumas dúvidas entre espectadores mais atentos, deve ser motivo de estímulo para se estudar a vida e a obra de Kardec, e, coincidentemente, em 2018 e 2019 transcorreram dois sesquicentenários, respectivamente, do lançamento de A Gênese, a última obra do Codificador, e, de sua desencarnação.

Daí, inclusive, a oportunidade de se valorizar a importante “Campanha Comece pelo Começo”, idealizada por Merhy Seba, patrocinada pela USE-SP em meados dos anos 1970 e aprovada pelo CFN da FEB em novembro de 2014.

(*) – Ex-presidente da USE-SP e da FEB; e ex-membro da Comissão Executiva do CEI.

(**) – Tradução em português editada pela USE-SP.

O VELHO e O NOVO TESTAMENTO

O VELHO e O NOVO TESTAMENTO

Entre o Velho e o Novo Testamento encontram-se diferenças profundas e singulares, que se revelam, muitas vezes, como fortes contrastes ao espírito observador, ansioso pelas equações imediatas da experiência religiosa.

O Velho Testamento é a revelação da Lei.

O Novo Testamento é a revelação do Amor.

O Velho Testamento consubstancia elevadas experiências dos homens de Deus, que procuravam a visão verdadeira do Pai e de sua Casa de infinitas maravilhas.

O Novo Testamento representa a mensagem de Deus a todos os que O buscam no caminho do mundo.

Com o Velho Testamento, o homem bateu à porta da morada paternal, perseguido pelas aflições, que lhe flagelavam a alma, atribulado com os problemas torturantes da vida.

O Evangelho é a porta que se abriu, para que os filhos amorosos fossem recebidos.

No Velho Testamento, a estrada é longa e, vezes sem conta, as criaturas humanas desfaleceram entre os sofrimentos e as perplexidades.

No Novo Testamento, é a estrela da manhã espiritual, resplandecendo de amor infinito, no céu de uma nova compreensão.

No Velho Testamento, é o esforço humano.

O Evangelho é a resposta Divina.

A Bíblia reúne o trabalho santificador e a coroa da alegria.

O Profeta é o Operário. Jesus é o salário na Revelação Maior.

Eis porque, com o Cristo, se estabeleceu o caminho, depois da procura torturante.

E é por esse caminho que a alma do homem se libertará da Babilônia do mal, que sempre lançou o incêndio no mundo, em todos os tempos.

A Bíblia, desse modo, é o Divino Encontro dos filhos da Terra com o seu Pai.

Suas imagens são profundas e sagradas.

De suas palavras, nem uma só se perderá. Um dia, no cimo do monte da redenção, os homens entregar-se-ão, de braços abertos, ao seu Salvador e a seu Mestre. Então, nessa hora sublime, resplandecerá, para todas as consciências da Terra, a Palavra de Deus.

Emmanuel

(Xavier, Francisco Cândido. Espíritos diversos. Coletânea do Além. Lição nº 46. São Paulo: FEESP)